quarta-feira, 24 de junho de 2009


Eu escrevi um poema triste
E belo, apenas da sua tristeza.
Não vem de ti essa tristeza
Mas das mudanças do Tempo,
Que ora nos traz esperanças
Ora nos dá incerteza...
Nem importa, ao velho Tempo,
Que sejas fiel ou infiel...
Eu fico, junto à correnteza,
Olhando as horas tão breves...

-Mário Quintana-

Um comentário:

Carolyne Fernandes disse...

Oiiiii Mariii!!

Que saudades tbmm!
Aii to na correria viu, estressada, revoltada com a faculdade...e principalmente com alguns professores insuportáveis...ahahahah sem contar a droga do tcc...aff

Espero que ano que vem tudo seja melhor, pq vou ficar loucaaa!

E aí, sua vida como que tá?
Trabalhando muito?

Bjao Mari..
te adoro!